segunda-feira, 1 de abril de 2013

Sobre uma cidade infestada de zumbis


O retorno dos zumbis ao Steve Jobs Zombie


- Home do céu, faz três dias que aquela zumbi me mordeu e até agora nada. Acho que essa peste não vai pegar ni mim não home.

- Pois é, o tio Bili foi mordido esses dia e não demorou muito já tava co zóio virado, babando e pulando nos otro. Tó, toma mais um gole. Por que será que vc tá normal ainda? Mas também se você não tivesse chegado naquela muié, né? Quer dizer, nem muié não era aquilo...

- Ah, ela era altos corpinho, eu vi que ela tava cos óio virado, mas achei que podia me aproveitar da gata... hehe

- Mas era um zumbi, loco! Dá mais um gole.

- Dá nada...

- Claro que dá!! Óia aí, se tivesse ficado quieto no teu canto não tava mordido... logo vc vai virar um também e vai me deixar sozinho e eu não quero nem saber! A hora que eu ver que vc se transformou num zumbi vou te dar um tiro bem no meio da testa!

- Vai ter coragem?

- Claro que vou, não quero nem saber! Eu não vou virar num demonho desses não e, além do mais, vc não será mais vc.

- Tá acabando o gole.

- Vamo lá pega mais...

- Espera. Porque que a gente ao invés de pegar outra Rayska, não peguemo um gole mais da hora. Podemo pegar um Red Label, Johnny Walker pá...

- Mas só lá no centro. Se arrisca a ir lá?

- Dá nada, vamo lá. Vamos lá no Angeloni.

- Hum, boa! Deve ter altos gole mesmo por lá. Podemo achar algo pra comer também. Mas será que não tá cheio de zumbi por lá?

- Se tiver erguemo tudo na bordoada haha

- Mas não vá se engraçar pra nenhuma "zumbia" lá não, tá bão?

- Ah, vamo lá. Mas agora vamos britar aquele busão ali, aí o que a gente ver de zumbi nóis já vai passando por cima. Eu dirijo!!

- Tá bom, eu vou de cobrador!

 Depois de alguns minutos e alguns zumbis atropelados pelo seu ônibus eles chegam ao Angeloni. As portas estão todas abertas e o supermercado parece estar  vazio. Imediatamente os dois se dirigem ao setor de bebidas.

- Hei, vc viu?? Parece que alguém se escondeu lá no fundo do corredor quando a gente apareceu!

- Não vi. Tem certeza? Não devia ser um zumbi, eles não se escondem assim... Mas pode ser tipo uma miragem por causa dessa sua mordida aí home! Mas eu tô com o berro aqui, se for um djanho desses já era. Vamos devagar.

  Quando os dois já estão chegando perto do fim do corredor, afim de averiguar a suspeita, uma figura  deixa-se ser vista. Tratava-se de um conhecido médico e político da cidade. No braço esquerdo ele tinha alguns litros de whisky que  mantinha abraçados ao corpo e na mão direita ele tinha um taco de baseball pronto para proferir um golpe.

- Hei, nós somos gente, só viemos aqui pegar uns gole.

- Ok - disse o médico - eu também só vim aqui pra isso. Vcs estão bem? Que ferimento é esse aí no seu braço?

- Ele foi mordido.

- É eu fui mordido.

- Quando vc foi mordido?

- Faz três dias. Mas até agora tô normal. Acho que não vou virar zumbi não.

- Desde quando vcs estão bebendo? - pergunta o médico

- Ih, desde que começaram a aparecer esses morto-vivo a gente começou a pega gole em tudo quanto é mercado e posto de gasolina abandonado. Tamo bebendo direto.

- Então fiquem tranquilos. Vc não vai virar um zumbi. O Álcool no sangue impede que a toxina dos zumbis atue no seu corpo. Essa é a melhor prevenção e antídoto contra essa praga! Enquanto houver níveis de álcool no seu sangue vc pode ser mordido a vontade que estará protegido.

- Mas que bão!! O senhor é médico né?

- Sim, sou sim...

- Maisá pía véio! Não vou precisar te erguer na bala!

- O sr sabe se tem muié que não virou zumbi na cidade? - pergunta ao médico o rapaz com a ferida no braço muito contente em saber que não virará um zumbi.

- Minhas filhas estão saudáveis...

- Ajeite...

- Cala a boca home! Já tá se achando! - diz aparentando raiva e aos sussurros enquanto cutuca o amigo. Ao mesmo tempo em que sente uma grande alegria e alívio no peito sabendo que não corre mais o risco de perder o seu companheiro. 








Os Americanos

Loading...