segunda-feira, 10 de novembro de 2014

As maiores brigas entre bandas e o público em vídeo

Fãs vs ídolos 

   “Punk que é punk afoga a mãe no tanque”, já dizia o ditado. Uns dias atrás, o vocalista do NOFX, Fat Mike, chamou bastante atenção ao derrubar um fã que invadiu seu show em Sydney e chutar a cara dele enquanto tocava. Mas como o músico passou o show inteiro reclamando de dores e sendo atacado por latas de cerveja que voavam até a banda, é até compreensível que ele tenha perdido a paciência quando alguém invadiu seu palco. Veja os vídeos abaixo pra entender o que houve:



   No final das contas, Fat Mike e o fã acabaram pedindo desculpas mútuas pelo Twitter e a história teve um final feliz. Mas na maioria das vezes, isso não acontece. O histórico de incidentes entre bandas e público é um pouco maior do que você imagina. Duvida?
   Então veja abaixo alguns dos conflitos mais impressionantes que já que rolaram em grandes shows até hoje. Reunimos aqui uma sequência de socos, pontapés e todo o tipo de objetos voadores.

Rolling Stones

   No dia 18 de dezembro de 1981, Keith Richards completou 38 anos e não estava pra brincadeira. Os Stones passaram aquela noite fazendo um grande show na Virginia, nos Estados Unidos, e o ponto alto foi “(I Can’t Get No) Satisfaction”. No meio da música, um fã subiu ao palco e veio correndo na direção de Keith e Mick Jagger e o guitarrista não pensou duas vezes: tirou sua Fender Telecaster do ombro e acertou em cheio o cara. Depois, seguiu tocando como se nada tivesse acontecido. Keith nem se abalou.



Black Flag

   Quando Henry Rollins era jovem e cantava no Black Flag, ele não era exatamente um sujeito muito pacífico. Nesse show, ele começa a brincar com o cabo do microfone na cara de um fã, que parece se divertir tentando pegar agarrar o cabo dele. A brincadeira perde a graça quando o vocalista se irrita e despeja uma série de socos no cara, que nem assim deixa de sorrir.



System Of A Down

   O SOAD estava lá, fazendo o seu show, numa boa… Até que um sujeito invade o palco e derruba o baixista Shavo Odadjian no chão. Nisso, o guitarrista Daron Malakian sai correndo e se joga em cima dos dois criando uma bola de gente e instrumentos.



Slash

   “Sweet Child O’Mine” é o tipo de música que até os fãs do Guns N’ Roses já cansaram de escutar. Nesse show, o Slash está bem concentrado, no meio do solo da música, quando do nada vem um cara por trás dele e quase o derruba. Mas o Slash é macaco velho e nem se perdeu no solo.



Pitbull

   Não é só no rock que acontece esse tipo de coisa. O rapper Pitbull honrou o nome que tem neste show que ele fez em Miami. Não dá pra entender muito o bem o que houve naquela noite, mas o que se vê no vídeo é que o rapper colocou um fã em cima do palco, o fã deu um tapa nele, e Pitbull respondeu com um socão no cara.



Iron Maiden

   O Iron Maiden não viveu o auge da sua popularidade nos anos em que Blaze Bayley substituiu Bruce Dickinson como vocalista da banda. Na turnê sul-americana do álbum The X-Factor, o grupo passou maus bocados no Chile.
   Um pequeno grupo de fãs raivosos com a nova formação da banda deixou claro a sua insatisfação com Bayley durante a performance de “The Trooper” na capital Santiago. E depois de uma invasão de palco mal-sucedida, um fã ainda mais maluco decidiu dar vazão ao seu descontentamento com insultos e cusparadas, que atingiram o vocalista e o baixista Steve Harris.
   O grupo, em um exemplo de profissionalismo, encerrou a música antes de declarar uma verdadeira guerra contra o seu agressor. Com muita raiva nos olhos e discursos exaltados, Bayley e Harris deram um homérico esporro no fã mal-educado e ainda chamaram o cara para briga no palco. “Você é um idiota! Venha para cá que eu mesmo vou matar você”, bradou o vocalista.



Nirvana 

   Não foram poucos os incidentes que Kurt Cobain se envolveu durante os anos que ficou à frente do Nirvana. Em 1991, num show que a banda realizou no em Three Dallas, no Texas, um mosh raivoso do cantor sobre o público não agradou um dos seguranças estrategicamente posicionado em frente ao palco.
   O momento de euforia de Cobain foi contido pelo segurança, que puxou o líder do Nirvana de volta, só que de uma forma um pouco truculenta. Não muito contente com a situação, Kurt bate com a guitarra na cabeça do sujeito duas vezes. E o revide veio logo depois: um soco em cheio e chute que chegaram a derrubar o músico no palco.
   O caso só não terminou em uma briga de proporções maiores porque Dave Grohl e Krist Novoselic interromperam na hora a execução de “Love Buzz” para acalmar os ânimos do segurança.



AC/DC

   Nem mesmo os grandes ícones do rock escaparam da ira dos fãs esquentadinhos. No show que o AC/DC realizou em Phoenix, no Arizona, uma pessoa na plateia não mediu as consequências ao atirar dois copos de cerveja em Angus Young.
   Na primeira tentativa, mesmo que mal-sucedida, o guitarrista percebeu o que ocorria e tratou de ir tirar satisfações. E quando o cara realmente acertou Young com a bebida, coube ao músico a tarefa de descer do palco e passar um sermão caprichado no sujeito, no momento em que os seguranças retiravam o cara da plateia.



Skid Row

   O show do Skid Row no Springfield Civic Center, em Massachusetts, rolava tranquilamente até o momento que um fã arremessou uma garrafa de vidro no palco, que pegou em cheio no vocalista Sebastian Bach. Num primeiro momento, o cantor não se importou e continuou a apresentação. Mas ele mudaria de opinião logo depois dos primeiros acordes da música seguinte.
   Bach se deu conta do que tinha ocorrido ao ver a garrafa ao lado de um dos retornos em frente ao palco. Ele não pensou duas vezes e partiu para o revide: primeiro arremessando o objeto contra o seu agressor e depois pulando sobre a plateia para acertá-lo com as próprias mãos.
   O caso de Bach não acabou bem. O músico foi preso após o incidente por tentativa de agressão. O vídeo abaixo intercala imagens da briga com outras cenas do vocalista se explicando na polícia.



Guns N’ Roses

   Axl Rose sempre foi conhecido pelas suas extravagâncias e seus acessos repentinos de raiva. Na turnê que os Guns N’ Roses realizou em 1991, para divulgar os álbuns Use Your Illusion, o vocalista entrou no seu conflito mais célebre (até hoje) contra um fã.
   No show realizado em St. Louis, era ordem expressa da banda que os seguranças não deixassem nenhum fã entrar no local com câmeras fotográficas. Mas um espertinho conseguiu driblar a revista. Ele só não foi capaz de fugir da vigilância implacável de Axl Rose sobre o palco.
   “Tirem a câmera dele”, ordenou Axl Rose no meio da música “Rocket Queen”. E como os seguranças demoraram para entrar em ação, foi o vocalista que partiu para cima, para resolver a situação. Ele pulou sobre a plateia e acertou o indivíduo com alguns socos e tabefes.
   O problema é que, por causa do incidente, o show do Guns terminou mais cedo naquela noite. Indignado pela suposta “falta de segurança”, o vocalista arremessou o microfone com força no chão e declarou “Eu vou pra casa”, antes de partir em linha reta para o camarim.



Foo Fighters

   O Foo Fighters foi uma das grandes atrações do iTunes Festival 2011. Mas o show da banda no Rondhouse, em Londres, precisou ser interrompido durante a música “Skin and Bones”, por causa de uma briga na plateia.
   “Quem está brigando aí? Quem está brigando aí?”, gritou Dave Grohl, logo depois de pedir para o seus companheiros pararem de tocar. Ele não gostou nem um pouco do que viu de cima do palco. “Você aí, de camiseta listrada, olhe para mim. Olhe para mim! Ninguém briga no meu show!”, ordenou.
   O público foi literalmente ao delírio enquanto que os seguranças retiravam o encrenqueiro do local. O curioso desse episódio é que ele foi transmitido ao vivo para o mundo inteiro.



Dropkick Murphys

   A brincadeira que o Dropick Murphys costuma fazer no final dos seus shows não terminou bem no dia que a banda se apresentou no Terminal 5, em Nova York. Com os fãs em cena para a dobradinha “I’m Shipping to Boston” e “Dirty Deeds, Done Dirt Cheap”, cover do AC/DC, o baixista Ken Casey perdeu o controle assim que viu um dos convidados fazer saudações nazistas no canto do palco.
   Casey só não encheu o fã sem noção de porrada porque os técnicos de som conseguiram segurá-lo assim que perceberam o que rolava (você pode ver a partir de 1:12). Com a situação contornada, o baixista foi ao microfone para dizer que “nazistas não são bem vindos nos shows do Dropkick Murphys”. Ele foi aplaudido (é claro).



Carlinhos Brown

   “Eu sou da paz e nada me atinge”.
   Não poderíamos deixar de citar o episódio que ocorreu com Carlinhos Brown, no dia do metal do Rock in Rio 2001. Como era de se esperar, o músico não agradou os headbangers – ansiosos para assistir Iron Maiden e o Sepultura – e recebeu uma verdadeira chuva de copinhos de plástico.



Fonte: Noize
___________________________________________________________________________________________________________________________




Mas nenhuma treta foi mais violenta do que no dia em que um fã subiu no palco e matou a tiros o ex-guitarrista do Pantera, Dimebag Darrell. Confira essa história e mais outros 10 casos que chocaram o mundo clicando em Celebridades que foram Assassinadas.




Os Americanos

Loading...